H.H. Amrta Súryánanda Mahá Rája, Gr. Mestre Internacional do Yoga - Curriculum Vitae
 
JORGE VEIGA E CASTRO - GR. MESTRE INTERNACIONAL DO YOGA   H.H. JAGAT GUTU AMRTA SÚRYÁNANDA MAHÁ RÁJA
   

- Presidente da Confederação Portuguesa do Yoga / Portuguese Yoga  Confederation - PYC

- Presidente da Confederação Europeia do Yoga / European Yoga Confederation - EUY-OC

- Presidente da Confederação Ibérica do Yoga


- Fundador e Presidente Honorário do Yoga Sámkhya Instituto

- Membro Agregado da Hindu Dharma Achárya Sabhá

- Membro da Direção do Council for Yoga Accreditation, International - CYAI

  
  - Preponente em 2001 do International Day of Yoga – IDY, Junho, 21, oficializado pelas Nações Unidas, na Assembleia Geral de 2014, Dezembro, 11
 

DATA DE
NASCIMENTO

1952 / Agosto / 01  (1.08.52)
 


HABILITAÇÕES LITERÁRIAS:

Doutoramento Honoris Causa atribuído pela Universidade de Bengaluru (S-VYASA), India - 2014, Janeiro, 12. Distinção recebida conjuntamente com o Grande Guru B.K.S. Iyengar Jí, 96 anos - considerado o maior Mestre do Yoga da actualidade, entretanto falecido.

Curso Superior de Engenharia Civil, pelo ISEL (Instituto Superior de Engenharia de Lisboa)


PRÉMIOS:

Atribuição do Padma Shrí Award, a mais Alta Distinção atribuída pelo Governo da Índia, raramente atribuída a um estrsangeiro, e pela primeira vez a um português, pelo seu meritório trabalho mundial em prol do Yoga Tradicional de Bhárata / Índia, por nomeação do Governo da Índia, anunciado no Dia da Implantação da República da Índia – 2015, Janeiro 26, e a ser entregue pelo Presidente da Índia no Palácio Presidencial (Rashtrapati Bhavan) – 2015, Abril, 8.

Recebeu o Prémio Matsyendranathá pela Ujjein Yoga Life Society – Ujjein, India - 2014, Janeiro, 11.

Recebeu também um Honour Prize do Sanyas Áshrama de Mumbai / Svámin Vishveshvaránanda, e uma homenagem do atual Embaixador da Índia S.E. Dr. Jitendra Nath Misra, em Portugal por ocasião das Cerimónias do International Day of Yoga - IDY 2014, em Portugal.


INTERESSES
NA JUVENTUDE

Quando jovem foi um ginasta de nomeada e também nadador, patinador e atleta corredor (meio fundo).

Era estudioso de astronomia, Filosofia, Matemática, Física, Anatomia, fisiologia, Música, e Literatura.

Era um cozinheiro de nomeada, e um devotado pintor amador.

Foi um conhecido dirigente estudantil.


LINHAGEM

H.H. Amrta Súryánanda Mahá Rája - Gr. Mestre Internacional do Yoga, começou o estudo e prática da Filosofia do Yoga em 1970, tendo aprendido Yoga com muitos dos principais Mestres do Yoga nessa época; foi contudo no Shivánanda Áshrama de rshikesh / Divine Life Society, que encontrou a Escola do seu coração; tendo recebido Param-Pará no início dos anos 80, de Shrí Svámin Krshnánanda Ji, sob os auspícios de HH Svámin Chidánanda Sarasvatí Mahá Rája, da linhagem de HH Shrí Svámin Shivánanda Sarasvatí Mahá Rája.

O seu querido Guru Ji – Krshnánanda Ji (que misteriosamente desde cedo o distinguiu e protegeu), designou Professores especialistas em diversas Disciplinas Técnicas do Yoga para, em rshikesh, à beira do Sagrado Gangá Nádí, o ensinar e aperfeiçoar, como sejam:

      

- Gaura Ji (oriundo da Escola de Shrí Iyengar Ji) que lhe ensinou Ásana, Pránáyáma, Kriyá, Bandha, etc;

- O fabuloso Shrí Nádabrahmánanda Ji, com quem aprendeu Mantra (Kírtana e Jápa);

- Devido ao seu grande interesse pelo Sámkhya Darshana, foi destacado para o ensinar, o veterano Sábio Shrí Svámin Svárupánanda Ji, com quem estudou os Clássicos e aprendeu tudo o que sabe sobre Sámkhya, com as suas doutas explicações iluminadas;

Aprendeu as técnicas iniciáticas de Meditação que conduzem ao Samádhi, com o seu Guru Ji, o iluminado Shrí Krshnánanda Ji Sarasvatí. Tornou-se um estudioso dos Shástra, e dos Grandes Mestres  
Krshnananda Jí
Clássicos: Mahá rshi Patañjali (Yoga Sútra), no Sámkhya – Mahá rshi Kapila e Íshvara Krshna (Bhagavada Gítá), Ádi Shankaracharya (Vivekachudámaní), aprofundando também o Gherandha Samhitá e o Hatha (Yoga) Pradípiká.
 

MAHÁ GURU

Mas o seu Mestre Interno é o Parama Mahá Guru – Lord Shiva, a quem serve e dedica toda a sua vida, e tudo o que faz coloca a seus pés.

É igualmente um adepto fervoroso da Mahá Shakti, e das suas mensagens de Ahimsá, e de respeito pela Vida e de Paz Mundial.

Recebeu inspirações em Fátima – Local Sagrado de Portugal, onde em 1917 a Mahá Shakti, sob a forma de uma brilhante e resplandecente Senhora (anunciada pelo Shánti Deva), fez revelações sobre a necessidade de fazer a Paz Mundial, e da utilização do Málá, para fazer constantemente Jápa.

Influenciado por essas inspirações e sob o imperioso comando do Ádi Guru Lord Shiva, mudou a sua Vida, deixando o seu Áshrama (onde permaneceu por mais de 30 anos), e desde 2001 percorre o Mundo com essa mensagem de Paz, concórdia, perdão, e principalmente sobre a importância da necessidade da prática do Yoga.


INFLUÊNCIAS

 

Recebeu também, influência na sua Formação, entre outras, de:

      

- HH Shrí Svámin Vivekánanda Ji; Shrí Aurobindo / Má; Svámin Vishnudevánanda;

- Svámin Satyánanda; Svámin Kuvalayánanda; do Iluminado Rámakrshna, e de Shrí Iyengar Ji.

Recebeu importante influência, quando em estados de consciência expandida, do (não vivo) Trilingam Svámin, dando muito valor a essas extraordinárias revelações e iniciações.

Mais recentemente recebeu influência de Shrí Svámin Maheshánanda Ji (Keivalyadhama Yoga Institute - Lonavala), de HH Svámin Dayánanda Sarasvatí, e naturalmente de HH, o sábio Dr. Nagendra Ji (S-VYASA - Bengaluru).

  
     

YATRA / PEREGRINAÇÕES

 

 

Considera de extraordinária importância para a sua evolução Filosófica (e dos seus Shishya e dos seus Sádhaka) a Yatra a Terras Sagradas e Históricas de Bhárata, quer para fazer Pújá aos Sábios e Heróicos antepassados, que nos deixaram o Extraordinário Legado, quer para melhor sentir a Vibração desse passado Grandioso, tentando fazer um curto-circuito temporal e supra momentâneo, que o faça vivenciar esses Marcos Históricos e Civilizacionais, os maiores que a Humanidade viveu, quer para uma melhor compreensão dos Shástra.

Fez Yatra / Peregrinações a:

      

- Todas as 7 Cidades Sagradas – Sapta Puri (Varanasi / Kashi / Banares, Ayodhyá, Mathura, Haridvar, Ujjein, Dváraka e Kanchipuram);

- 9 dos 12 Sagrados Jyotir Lingam (Varanasi – Vishvanath, Somnath / Gujarat, Shrí Sheilam – Malikarjuna, Ujjein – Mahákaleshvar, Omkareshvar / Narmadá, Bhimashankar / Pune, Nageshvar, Tryambakeshvar / Nashik, e Grishneshvar / Mahárashtra / Ellora ) - Terras de Lord Shiva;

- À Civilização do Indo-Sarasvatí (Lothal, Dolavira, Rakhigarhi);

- A Káladi – local de nascimento do Ádi Shankaracharya; bem como reuniões com alguns dos Shankaracharyas;

- Mathura, Vrindávana, Govardana, e Dváraka – Terras de Lord Krshna;

- Bhopal – rshi Patañjali

- Ujjein – Matsyendra Nathá Siddha, e Gorakshanathá (e também local do primeiro Meridiano);

- Porbandhar, e Gandhinagar / Ahmedabad – Gandhi Ji;

- Sempre que possível participa nos Kumbha Mela, tendo naturalmente peregrinado a essas 4 Cidades Sagradas - Haridvar, Illahabad (Allahabad), e Ujjein, e Nashik;

- Aos principais Jantar Mantar;

- Aos Nádí / Rios, Sagrados da Índia – Gangá (e aos Prayág), Yamuná, Narmadá, Rávi;

Ao Património Histórico, e Grutas, de Bhárata (Elephanta, Sanchi, Ellora, Ajanta, Udaigiri, and Karli Caves); e aos Principais Estados da Índia e seus locais Históricos, e Sagrados.


EDIÇAO DE OBRAS LITERÁRIAS

 

Escreveu o seu 1º Livro em 1980, tendo vindo a publicá-lo pela 1ª vez em 1984 “Chakra Sútra – os 7 Chakra Principais no Yoga”, (edição bilingue, em Português e Inglês), esgotada, e 2ª Edição em 1999, Rei dos Livros, esgotada. Dedicou essa Obra a Lord Shiva e à Mahá Shakti.

Escreveu e publicou o seu 2º Livro “Sámkhya, Cosmogénese e Yoga – Para Além do Hidrogénio”, 1ª edição de 1985, também esgotada. Dedicou essa Obra a Íshvara Krshna, ao Correto Caminho, só possível de aprender dentro do Verdadeiro Discipulato, e aos ensinamentos de Lord Krshna ao Discípulo próximo Árjuna, à inerente descoberta das capacidades do Sádhaka, e à Mentalização / Criação, e Constituição do Cosmos.

           

Encontra-se a compilar uma tradução didática Samskrta / Português, do Livro “Yoga Sútra”, do Grande Mestre Patañjali, feita em colaboração com o seu Guru de Samskrta – Dr. Paresh Vagela (do Gujarat).

Colaborou com o seu Guru de Samskrta, Dr. Paresh Vagela (falecido), na tradução e revisão Filosófica, do Samskrta para Português, do Livro Vivekachudamaní, do Ádi Shankara.

Encontra-se atualmente a escrever uma grande Enciclopédia do Yoga Tradicional.


EDIÇÃO DE CD’s, K7’s, e DVD's

 

Em 1998, para comemorar os 500 anos da chegada por mar dos Portugueses à Índia,  mas principalmente, para relembrar a importância Mundial da Cultura de Bhárata, editou um CD de Kírtana / Mantra, em Samskrta, com pautas musicais (lançado na Mãe d’Água em Lisboa).

Ainda no mesmo ano lançou uma K7 didática de Ásana.

Tem em fase final de Edição 1 Cd duplo de Mantra Kírtana.

Edição de 1 DVD de demonstração de Ásana Avançado.


INSTITUIÇÕES QUE FUNDOU

 

- Fundou e Preside à Confederação Portuguesa do Yoga, a qual agrega 40 Áshrama de Norte a Sul de Portugal;

- Em 2014, Novembro, fundou a Confederação Europeia do Yoga, à qual Preside, durante o 1º Congresso Europeu do Yoga realizado na Alemanha, em Bad Meinberg;

- Em 2008 fundou a Confederação Ibérica do Yoga, à qual Preside, tendo desde 2007 organizado anualmente, em Abril / Maio, os Encontros Ibéricos do Yoga, que vão na sua 8ª Edição, tendo 7 deles sido realizados em Espanha e um em Portugal.

- A Confederação Ibérica do Yoga agrega as principais Instituições do Yoga de Portugal e Espanha, sendo a representante de Portugal, a Confederação Portuguesa do Yoga (bem como as suas Federações, Associações Regionais e Sub Regionais); e de Espanha a FEYS – Federação Espanhola de Yoga Sat Sanga (e seus associados), a Sanatana Dharma, e a ISKCON – Hare Krshna de Espanha.

- Fundou o Yoga Sámkhya Instituto, do qual é Presidente Honorário.

Todas estas Instituições são Instituições sem fins lucrativos.

Para além do trabalho na Península Ibérica, também tem percorrido toda a Europa divulgando o Yoga Tradicional de Bhárata, e da sabedoria das Grandes Linhagens do Yoga, com destaque para: França, Inglaterra, Itália, Alemanha, Bélgica, Polónia, Rússia, Grécia, Chipre, e Dinamarca. 


DEPARTAMENTOS QUE FUNDOU

 

- Em 1982 fundou o Coral Orquestra de Mantra – Omkára (inicialmente chamado Sankírtana), com o intuito de preservar a genuína Tradição Hindu, fomentou a importação de instrumentos musicais indianos, bem como a aprendizagem do seu manuseamento por Professores adequados, e o aperfeiçoamento do Samskrta/ Devanágari.

Dia Mundial do Yoga 2011

- Em 1983 fundou o Pashupati – Grupo de Demonstração do Yoga Avançado (inicialmente chamado Tándava).

- Em 1985 fundou o Grupo de Meditação Dhyána / Samádhi – Shankara;

- Em 1998, o Grupo de Teatro Amador Didático – Máyá, divulgando grandes Obras Hindus, e Mundiais.

Fundou ainda:

- Shiva Rája – Grupo de Dança Tradicional Sagrada Hindu, que se dedica apenas ao Bharat Natyam.

- Departamento Médico e de Ayurveda – constituído por Médicos, e outros Licenciados em saúde, que também são Professores do Yoga, o qual tem feito aprendizagens intensas e tem recebido formação, na Índia, no Keivalyadhama Yoga Institute, e no S-VYASA de Bengaluru.

- Departamento Científico e de Investigação;

- Departamento do Yoga para crianças – o qual absorve uma grande fatia de recursos da Confederação Portuguesa do Yoga;

- Departamento Jovem – que promove iniciativas gratuitas de grande penetração na camada jovem de todo o País, nomeadamente nos polos Universitários, e no ensino médio, de que destacamos a sua iniciativa mais relevante, “Yoga e Exames sem Stress”.

- Em 2009, lançou a Revista Om Yess (Yoga é Saúde e Samádhi), a única publicação especializada em Yoga Tradicional, em Portugal, com o intuito de divulgar esta Filosofia Prática de Vida, profunda e sistematicamente, visando corresponder aos anseios dos especialistas em Yoga, mas também chegar a um público generalista, que pouco ou nada conheça do Yoga.

         

- Departamento do Yoga para Seniores;

- Departamento do Yoga para Desportistas;

- Departamento do Yoga para Invisuais – com atividades gratuitas;

- Departamento do Yoga para as Forças Armadas e de Segurança;

- Departamento de Astronomia e Astrofísica – onde incentiva o estudo do Grande Cosmos (Macro Cosmos), e das micropartículas que o constituem, e da sua Energia Criadora (o poder da Máya), no âmbito da compreensão do Sámkhya, do Purusha, e do OM Criador e sustentador, da Múla Prakrti, da Mahá singularidade Universal, da Mahá Shakti, e dos 24 Tattva.

- Departamento de Solidariedade Social – onde revela as suas mais marcadas facetas de aplicação dos Yama e Niyama. É também este Departamento que promove as doações para grandes Instituições da Índia e Internacionais, com obra social notória e reconhecida.


ENSINO DO YOGA TRADICIONAL

Ensina Yoga Tradicional da Sagrada Mãe Pátria, a Grande Bhárata, a Índia, à qual chama  “O Grande Reservatório de Sabedoria e de Espiritualidade da Humanidade”.

Aprendeu com o seu Guru ji a máxima de “nunca deturpar o verdadeiro Yoga da Índia”, de “não lhe acrescentar nada”, e de “estudar constantemente os Shástra (Shruti e Smrti)”; mas principalmente de “pôr constantemente em prática, pois só a prática, ao serviço da Sabedoria, enobrece e Ilumina o Ser Humano”.

Os seus Sat Sanga / Sat Chakra à sua turma Shiva Chakra - composta por Mestres, Professores adiantados, e Diretores responsáveis pelos Áshrama, são uma exigentíssima atividade sua.

Ensina Yoga Sámkhya (Bhakti-Shakti) com todas as 14 Disciplinas Técnicas do Yoga, e todas as Técnicas dentro de cada Disciplina (incluindo as Técnicas Iniciáticas – aos seus Sádhaka mais avançados); organizando as Disciplinas Técnicas no Mahá Sádhaná, como se mostra:

 

      

1 – Pújá – Retribuição energética;

2 – Mantra - Domínio dos sons, da vibração e da Harmonia / Kírtana – Sons extroversores;

3 – Nyása - Toque Energético e Projeção Psíquica;

4 - Yantra – Símbolos concentradores de efeito psicossomático;

5 – Kriyá - Tonificação e limpeza orgânica;

6 – Ásana – Posições psicobiofísicas;

7 – Yoganidrá - Técnicas do relaxamento físico, emocional e mental;

8 – Pránáyáma – Exercícios respiratórios de influência energética e neuro-vegetativa;

9 – Bandha – Dinamizações musculares e neuro-endócrinas;

10 – Jápa Tala - Sons cadenciados concentradores;

11 – Mudrá - Gestos reflexológicos e energéticos feitos com as mãos;

12 – Dhyána / Samádhi - Meditação / Iluminação, pelo controlo da frequência das ondas mentais;

13 – Jápa Shesha - Sons contínuos Elevadores;

14 – Mánasika - Mentalização, fortalecimento da vontade, e projeção da consciência.

As aulas do Yoga Sámkhya, que ministra aos Professores adiantados que formou, com as 14 Disciplinas Técnicas em 14 Anga (partes), têm a duração de cerca de 4 horas; por vezes em alternativa a estas aulas, é dado ao longo de todo um dia (desde a madrugada até à noite) o Súrya Mahá Sádhaná, sendo neste caso, os mesmos 14 Anga, repartidos pelas 4 partes do dia: madrugada, manhã, tarde e final do dia.

Para além do Mahá Sádhaná ensina também Sádhaná mais avançados como sejam o Chakra Mahá Sádhaná, dirigido aos 7 Chakra principais e ao Pránuthama (e elevação da Kundaliní), e ainda outros tipos de Sádhaná iniciáticos.

Estimula também o ensino de um modelo reduzido do Mahá Sádhaná, o Rája Sádhaná, para os Shishya (iniciantes).

Ao longo das suas Viagens Filosóficas e Diplomáticas tem ministrado o Mahá Sádhaná por todo o Mundo.

 

FORMAÇÃO

 

Ministra Cursos superiores do Yoga, considerados os mais extensos e completos do mundo, onde forma Professores do Yoga com Excelência Mundial, no qual usa todas as 14 disciplinas técnicas do Yoga e as 6 complementares (num total de 20), bem como  o estudo e aprofundamento dos Shástra.

Assim forma:

      

- Instrutores (avançados) do Yoga em 6 anos, com 6.500h de Formação;

- Professores (avançados) do Yoga – em mais 4 anos (num total de 6+4 = 10 anos de Formação), tendo esses 4 anos 6.000h de formação;

- E prepara Mestres do Yoga – em mais 4 anos de Formação (num total de 14 anos 6+4+4), tendo estes últimos 4 anos 9.500h de Formação.

Devido à integração da Confederação Portuguesa do Yoga em Instituições Internacionais de Supervisão Mundial do Yoga, está a preparar um novo patamar de Formação de nível básico:

    

- Monitor (/Professor) do Yoga - 3 anos com 2.400h de Formação.

Nos seus Cursos, os Exames e Avaliações anuais, teóricas, práticas, e de análise comportamental Filosófica, pautam-se pelos mais altos padrões de qualidade, e nível de exigência.

Formou largas dezenas de Professores do Yoga credenciados ao longo da sua vida

       

- Na Formação, todas as Disciplinas Técnicas são dadas com explicações de anatomia e fisiologia e respetivos efeitos psíquicos sobre os praticantes, respeitando naturalmente todos os ensinamentos Clássicos.

Ásana - Ensina 90 Ásana com respetivas variantes, nas quais se inclui os níveis de dificuldade Sukha, Ardha, Rája e Mahá, classificando-os num 1º critério quanto à ação da gravidade em Ásana: de pé, semi-erguido, sentado, deitado e invertido; e num 2º critério, quanto ao equilíbrio e movimentação vertebral, e ação muscular, em Ásana: de equilíbrio, flexão lateral, rotação, pélvico de frente, e pélvico lateral, muscular de abdómen e pernas, muscular de braços, anteflexão e retroflexão; cruzando estes dois critérios.

Pránáyáma - Ensina 40 tipos de Pránáyáma, 24 ritmos; e 5 sub-prána;

Kriyá - Ensina 16 tipos de Kriyá (incluindo os Shat Karma), destacando 27 tipos de Trátaka em 2 grupos;

Bandha - Ensina 12 Bandha;

Mudrá – Ensina 60 Mudrá e suas variantes;

Mantra / Kírtana – ensina 60 Kírtana, mais 17 Mantra Clássicos – sempre acompanhados de instrumentos tradicionais genuínos da Índia, além dos Jápa sob as suas várias formas;

Pújá – Ensina 17 Uppachara Clássicos;

Yantra – Ensina os pequenos Yantra e os Mahá Yantra, e a ligação do micro Cosmos e do Macro Cosmos (também de acordo com os princípios dos Jantar Mantar);

Yoganidrá – Ensina a utilização de 6 fases em todo o processo do relaxamento; e inclui 150 pontos de indução, divididos em 9 zonas do corpo; e também 77 “objetivos” para o Yoganidrá, divididos em 10 macro grupos;

Samyama - Dháraná / Dhyána / Samádhi – ensina as técnicas de Meditação agrupadas em 6 Níveis, desde o 6º nível mais denso até ao 1º mais subtil;

Mánasika – dividido em 5 estratos, desde o mais básico, a utilizar pelos mais novos praticantes, até aos mais fortes, para os adiantados;

Niyása – dividido em 2 níveis – o mais denso e o mais subtil.

Ensina igualmente os Yama e Niyama, realçando sempre: Ahimsá, Shaucha, Svadhyáya e Íshvara Pranidhána, e a importância do constante Serviço aos outros, e de dedicarmos a nossa vida a uma Nobre Causa Universal; destaca e aprofunda também os Shástra, o Sámkhya, o Samskrta / Devanágari, a correta Alimentação vegetariana e biológica, e o estudo dos 7 Chakra principais (e dos principais Chakra secundários).

Destaca e insiste sempre na importância do Pújá e do Mánasika na evolução do Discípulo, dando grande importância ao Pránáyáma, e a Dháraná / Dhyána / Samádhi.


ORGANIZAÇÃO DE CONGRESSOS E ENCONTROS NACIONAIS,
IBÉRICOS E INTERNACIONAIS
DO YOGA

 

Organizou 5 Congressos Portugueses do Yoga, sendo o primeiro em Oeiras (cidade próxima de Lisboa), em 1988;

Após estes 5 Congressos começou a organizar os Encontros Nacionais do Yoga, os quais têm igualmente uma periodicidade anual, sendo realizados em finais de Abril de cada ano, até 2006, e a partir de 2007 (ano do 1ª Encontro Ibérico) passaram para meados de Novembro.

 

Organizou o 1º Congresso Europeu do Yoga, em 2014, Novembro, na Alemanha,  Bad Meinberg, nas instalações do Yoga Vidyá, presidido pelo Mestre Sukadev Bretz.

Organiza anualmente os Encontros Ibéricos para Professores do Yoga:  

      

- Em 2007, em La Manga del Mar Menor – Espanha;

- 2008, em Santiago de Compostela – Espanha;

- 2009, Murcia / Almunhecar – Espanha;

- 2010, Tavira, Algarve – Portugal;

- 2011, Córdoba – Espanha;

- 2012, Alta Mira / Santillana del Mar – Espanha;

- 2013, Madrid / Guadalajara / Brihuega – Espanha, este Encontro em conjunto com a ISKCON / Hare Krshna, Madrid.

   

Organizou os seguintes 5 Encontros Internacionais do Yoga:

   

- 2003 - Cabo Verde;

- 2006 - Ilha da Madeira / Porto Santo;

- 2008 - Peru - Machu Picchu /Lago Titicaca/Nasca;

- 2010 - Egipto - Cairo / Abu Simbel / Tel-Al-Amarna / Luxor;

- 2011 - UK - Londres / Stonhenge / Edinburgo / Loch Ness.

   

INTERNATIONAL
DAY OF YOGA - IDY:
SEUS FUNDAMENTOS E COMEMORAÇÕES

Fruto da constante Luz, que se consubstancia em condução, de Lord Shiva, seu Mestre, e da Mahá Shakti, lançou em 2001 um apelo a nível Mundial para que fosse criado o 1º Dia Global da Humanidade, onde todos praticassem Yoga – a que chamou International Day of Yoga – IDY / Dia Internacional do Yoga, Junho, 21, no Dia da Luz de Súrya e do Purusha, o maior dia do Ano no Hemisfério Norte (onde está situada a maior fonte de Sabedoria da Humanidade).

O Solstício de Junho, 21 – Dia da Luz e da Sabedoria que ao Ser Humano deve presidir, também o Dia de Ahimsá, a porta de entrada no Yoga, um dia em que por 24 horas não se derrame sangue, sob nenhuma forma, onde se respeite a sagrada Vida que nos foi dada (e que não sabemos criar), e que portamos preciosamente no Vaso que é o nosso corpo; é também o Dia do topo do Yoga, o Samádhi e da consequente Libertação.

Os Fundamentos do Dia Internacional do Yoga são baseados no facto de que a prática do Yoga pode salvar a Humanidade trazendo a Aurora de Luz da Satya Yuga esta Kali Yuga / Idade da Treva, formando Núcleos de praticantes do Yoga à Luz do Yoga Tradicional de Bhárata / Índia, que se expandem e levam o Yoga aos Currículos de Toda as Escolas, de todos os Países, em todos os Continentes.


COMEMORAÇÕES
DO DIA INTERNACIONAL DO YOGA – IDY, JUNHO, 21, NO SOLSTÍCIO

 

Organização das Comemorações do Dia Internacional do Yoga:

      

- Organizou a 1ª celebração do Dia Internacional do Yoga em 2002, em Setúbal, Portugal, onde 650 Professores do Yoga e praticantes se juntaram para praticar Yoga;

- Em 2003, a 2ª celebração foi em Lisboa, Capital de Portugal, contando com cerca de 850 praticantes; em 2004 as comemorações foram na Cidade do Porto (Capital do Norte de Portugal), com cerca de 900 participantes; em 2005 as Celebrações foram em Lisboa, onde já cerca de 1000 Professores do Yoga, praticantes adultos, e crianças, puderam participar nesta Iniciativa; de 2006 em diante as Celebrações anuais continuaram a ser igualmente participadas.

- Anualmente organiza esta Comemoração, nos anos ímpares em Lisboa, e nos anos pares noutras cidades do País (tais como, além de Setúbal, Porto, Faro, Beja, Almada, Maia).

Congrega nessas Comemorações, além dos Grandes Guru da Índia (e do Mundo), os grandes Lideres Religiosos das 10 principais Religiões do Mundo: Hindus, Católicos – (Roma), Protestantes, Budistas, Muçulmanos, Judeus, Sikhs, Jains, Sufis, e Fé Bahái, que discursam em conjunto, e abençoam este Dia Internacional do Yoga, mostrando a possibilidade das suas Fés e adeptos coexistirem pacificamente, em direção ao Princípio Criador Comum.

Acrescentou, devido à crescente popularidade e participação deste Dia Internacional, o Dia do Darshana, que é realizado na véspera do Dia Internacional do Yoga, onde os Mestres (e cientistas) da Índia e de todo o Mundo, ensinam sobre o Conhecimento dos Darshana e dos Shástra, bem como sobre as mais recentes pesquisas no Yoga (e no Ayurveda).

Acrescentou ainda, a estes dois Dias, no dia seguinte ao Dia Internacional do Yoga (de forma facultativa), a Yatra / Peregrinação a Fátima (114 Km a Norte de Lisboa, 1 hora de viagem), a Terra Sagrada de Portugal, onde a Mahá Shakti ditou, a 3 inocentes meninos, ordens, profecias e inspirações, com reflexos Mundiais.


CIMEIRA DE BENGALURU EM 2011, DEZEMBRO,
4 E 5

 

Co-Organizou, como Presidente da Confederação Portuguesa do Yoga, a grande Cimeira de Bengaluru, em colaboração com Shrí Shrí Ravi Shankar, Presidente da Art of Living Foundation, na sede desta organização em Bengaluru, com o apoio e Presença das principais Linhagens da Índia e seus Grandes Mestres, a qual culminou com a célebre Proclamação de Bengaluru, declarando o Dia Internacional do Yoga,  Junho, 21, no Solstício, e também a urgência da sua oficialização nas Instâncias Internacionais.

Dessa Proclamação realça-se o propósito do Yoga ser incluído nos Currículos de Ensino e Formação das crianças e jovens de todos os países do Mundo.

As poucas linhagens do Yoga que não puderam circunstancialmente estar presente, subscreveram esta Proclamação posteriormente.

Tem granjeado, a seguir a esta Cimeira, o apoio à Proclamação de Bengaluru, sob a forma de Declarações emitidas pelos Congressos e outros Eventos em que tem participado; com destaque para: INCOFYRA, S-VYASA – Bengaluru, em 2011/Dezembro; III International Seminar em Ujjein, em 2012/Outubro; 7th International Yoga Conference – Yoga for Youth no Keivalyadhama – Lonavala, em 2012 / Dezembro; International Yoga Festival, de rshikesh, em 2013/Março; International Yoga Conference on “Yoga Nature & Holistic Living” na Eternal University – Himachal Pradesh, em 2013/Abril.

Hoje as comemorações do Dia Internacional do Yoga são uma realidade crescente na Índia e em todo o Mundo, e as mais prestigiadas Linhagens do Yoga, e Grandes Mestres da Índia e de todo o Planeta apoiam-no, e têm feito um trabalho notável nesse sentido.      Paises Apoiantes
     

TRABALHO INTERRELIGIOSO

Devido ao caráter Universalista do Yoga, tem desenvolvido um constante trabalho junto dos principais líderes das principais Religiões do Mundo, levando-os a apoiar o Dia Internacional do Yoga e a prática global do Yoga, como um grande bem para a Humanidade, baseado no grande princípio que costuma enunciar: “o verdadeiro fundamentalismo é o Respeito pela Vida” que nos foi dada pela Grande Centelha Criadora.

Esta ação Ecuménica tem tido um assinalável êxito.


TRABALHO FILOSÓFICO / DIPLOMÁTICO

 

Tem feito um extenso trabalho junto aos decisores políticos de Portugal, e da Índia, e de todo o Mundo, com destaque para a tomada de decisão, em Julho de 2013, por parte da Assembleia da República Portuguesa, de apoiar a Criação do Dia Internacional do Yoga, por unanimidade de todos os Partidos políticos.

Elaborou igualmente uma carta aberta aos Presidentes / Reis / Primeiros-ministros, dos 38 mais importantes países do Mundo (além da índia mais 37 Países), sobre a criação do 1º Dia Global / Dia Internacional do Yoga (IDY).

Tem tido reuniões com membros dos Governos estaduais sobre a criação do Dia Internacional do Yoga, nomeadamente Uttarakhand, Mahárashtra, e Karnáthaka; e também com representantes do Parlamento da. Índia e do Governo da Índia, dos quais se salienta, com o Mahá Rája da Kashmira, Dr. Karan Singh - assessor do 1 Ministro da Índia.

Trabalhou também junto da UNESCO (Paris, França), e junto das Nações Unidas, no sentido de oficializar o Dia Internacional do Yoga, o que aconteceu por Resolução da Assembleia Geral de 2014, Dezembro, 11, com o inédito número de 177 co-sponsors (em 193 Países representados), e aprovada por consenso.

Mantém ótimas relações com o Corpo Diplomático, nomeadamente com os Embaixadores da Índia em Portugal, sendo os últimos 3 Embaixadores, apoiantes da Causa do Dia Internacional do Yoga.


EVENTOS E CONFERÊNCIAS
EM QUE
PARTICIPOU

 

Tem sido convidado pelas principais Instituições da Índia para participar nos principais eventos do Yoga da índia (e de todo o Mundo), na qualidade de convidado de honra e orador; realçamos alguns dos mais importantes - S-VYASA, Keivalyadhama Yoga Institute, Shánti Kunj Áshrama, e Governo do Uttarakhand. Estas participações normalmente incluem apresentações de alguns dos Departamentos da Confederação Portuguesa do Yoga.

 

Destacamos alguns exemplos:

      

- Em 2009 foi convidado a participar no Parliament of the World's Religions, em Melbourne;

- Em 2012, Setembro, foi convidado pelo S-VYASA a participar nas comemorações do 150 anos do nascimento de HH Svámin Vivekánanda, em Palo Alto / S. Francisco / USA;

- Em Setembro de 2012, também a Convite do S-VYASA, foi convidado para em Singapura ministrar uma Palestra, uma Aula do Yoga, e Demonstrações do Yoga;

- Em 2012, Setembro, foi convidado pela Direção do Parliament of the World's Religions para discursar sobre o Dia Internacional do Yoga e a importância da Paz Mundial, pelo que, no dia 11 de Setembro, exatamente 119 anos após o célebre discurso de Shrí Svámin Vivekánanda sobre a Magnífica Cultura da Índia, o Yoga e a Paz Mundial, visitou essa mesma histórica sala, tendo um encontro com os principais lideres religiosos desse Parlamento, sobre essa matéria, e sobre a importância e alcance do Dia Internacional do Yoga.

- Em 2012, Julho, Junto ao Parlamento Europeu foi convidado para discursar sobre a influência da Cultura da Índia na Formação dos modernos ideais Europeus.

- Em 2013, Junho Foi convidado para participar nas grandes Comemorações do aniversário dos 40 anos do Shivánanda Áshrama em Madrid;

- Em 2013, Maio Foi convidado de Honra no Congresso da FEYS – Federação Espanhola de Yoga Sat Sanga, em Santander.

   

INSTITUIÇÕES DE REFERÊNCIA DE
QUE É MEMBRO
E COLABORAÇÕES INTERNACIONAIS

Em 2012, Fevereiro, 13, na qualidade de Presidente da Confederação Portuguesa do Yoga, promoveu conjuntamente com o Dr. Nagendra Ji, Presidente do S-VYASA, um Memorando de Entendimento Estratégico, de colaboração Filosófica e Institucional, em matéria do Yoga.

Desde 2012 faz parte da CYA, International (CYAI) – Council for Yoga Accreditation.

É Membro da Direção desta Instituição, a qual visa Acreditar as Instituições do Yoga Internacionais, que ensinam o Yoga Tradicional da India com altos padrões de qualidade.

Visa igualmente a Certificação dos Professores do Yoga destas Instituições.

Em Junho de 2013 foi Eleito Fellow da CYAI.

H.H. Amrta Súryánanda Mahá Rája, Gr. Mestre Internacional do Yoga - Curriculum Vitae
 
JORGE VEIGA E CASTRO - GR. MESTRE INTERNACIONAL DO YOGA   H.H. JAGAT GUTU AMRTA SÚRYÁNANDA MAHÁ RÁJA
   

- Presidente da Confederação Portuguesa do Yoga / Portuguese Yoga  Confederation - PYC

- Presidente da Confederação Europeia do Yoga / European Yoga Confederation - EUY-OC

- Presidente da Confederação Ibérica do Yoga


- Fundador e Presidente Honorário do Yoga Sámkhya Instituto

- Membro Agregado da Hindu Dharma Achárya Sabhá

- Membro da Direção do Council for Yoga Accreditation, International - CYAI

  
  - Preponente em 2001 do International Day of Yoga – IDY, Junho, 21, oficializado pelas Nações Unidas, na Assembleia Geral de 2014, Dezembro, 11
 

DATA DE
NASCIMENTO

1952 / Agosto / 01  (1.08.52)
 


HABILITAÇÕES LITERÁRIAS:

Doutoramento Honoris Causa atribuído pela Universidade de Bengaluru (S-VYASA), India - 2014, Janeiro, 12. Distinção recebida conjuntamente com o Grande Guru B.K.S. Iyengar Jí, 96 anos - considerado o maior Mestre do Yoga da actualidade, entretanto falecido.

Curso Superior de Engenharia Civil, pelo ISEL (Instituto Superior de Engenharia de Lisboa)


PRÉMIOS:

Atribuição do Padma Shrí Award, a mais Alta Distinção atribuída pelo Governo da Índia, raramente atribuída a um estrsangeiro, e pela primeira vez a um português, pelo seu meritório trabalho mundial em prol do Yoga Tradicional de Bhárata / Índia, por nomeação do Governo da Índia, anunciado no Dia da Implantação da República da Índia – 2015, Janeiro 26, e a ser entregue pelo Presidente da Índia no Palácio Presidencial (Rashtrapati Bhavan) – 2015, Abril, 8.

Recebeu o Prémio Matsyendranathá pela Ujjein Yoga Life Society – Ujjein, India - 2014, Janeiro, 11.

Recebeu também um Honour Prize do Sanyas Áshrama de Mumbai / Svámin Vishveshvaránanda, e uma homenagem do atual Embaixador da Índia S.E. Dr. Jitendra Nath Misra, em Portugal por ocasião das Cerimónias do International Day of Yoga - IDY 2014, em Portugal.


INTERESSES
NA JUVENTUDE

Quando jovem foi um ginasta de nomeada e também nadador, patinador e atleta corredor (meio fundo).

Era estudioso de astronomia, Filosofia, Matemática, Física, Anatomia, fisiologia, Música, e Literatura.

Era um cozinheiro de nomeada, e um devotado pintor amador.

Foi um conhecido dirigente estudantil.


LINHAGEM

H.H. Amrta Súryánanda Mahá Rája - Gr. Mestre Internacional do Yoga, começou o estudo e prática da Filosofia do Yoga em 1970, tendo aprendido Yoga com muitos dos principais Mestres do Yoga nessa época; foi contudo no Shivánanda Áshrama de rshikesh / Divine Life Society, que encontrou a Escola do seu coração; tendo recebido Param-Pará no início dos anos 80, de Shrí Svámin Krshnánanda Ji, sob os auspícios de HH Svámin Chidánanda Sarasvatí Mahá Rája, da linhagem de HH Shrí Svámin Shivánanda Sarasvatí Mahá Rája.

O seu querido Guru Ji – Krshnánanda Ji (que misteriosamente desde cedo o distinguiu e protegeu), designou Professores especialistas em diversas Disciplinas Técnicas do Yoga para, em rshikesh, à beira do Sagrado Gangá Nádí, o ensinar e aperfeiçoar, como sejam:

      

- Gaura Ji (oriundo da Escola de Shrí Iyengar Ji) que lhe ensinou Ásana, Pránáyáma, Kriyá, Bandha, etc;

- O fabuloso Shrí Nádabrahmánanda Ji, com quem aprendeu Mantra (Kírtana e Jápa);

- Devido ao seu grande interesse pelo Sámkhya Darshana, foi destacado para o ensinar, o veterano Sábio Shrí Svámin Svárupánanda Ji, com quem estudou os Clássicos e aprendeu tudo o que sabe sobre Sámkhya, com as suas doutas explicações iluminadas;

Aprendeu as técnicas iniciáticas de Meditação que conduzem ao Samádhi, com o seu Guru Ji, o iluminado Shrí Krshnánanda Ji Sarasvatí. Tornou-se um estudioso dos Shástra, e dos Grandes Mestres  
Krshnananda Jí
Clássicos: Mahá rshi Patañjali (Yoga Sútra), no Sámkhya – Mahá rshi Kapila e Íshvara Krshna (Bhagavada Gítá), Ádi Shankaracharya (Vivekachudámaní), aprofundando também o Gherandha Samhitá e o Hatha (Yoga) Pradípiká.
 

MAHÁ GURU

Mas o seu Mestre Interno é o Parama Mahá Guru – Lord Shiva, a quem serve e dedica toda a sua vida, e tudo o que faz coloca a seus pés.

É igualmente um adepto fervoroso da Mahá Shakti, e das suas mensagens de Ahimsá, e de respeito pela Vida e de Paz Mundial.

Recebeu inspirações em Fátima – Local Sagrado de Portugal, onde em 1917 a Mahá Shakti, sob a forma de uma brilhante e resplandecente Senhora (anunciada pelo Shánti Deva), fez revelações sobre a necessidade de fazer a Paz Mundial, e da utilização do Málá, para fazer constantemente Jápa.

Influenciado por essas inspirações e sob o imperioso comando do Ádi Guru Lord Shiva, mudou a sua Vida, deixando o seu Áshrama (onde permaneceu por mais de 30 anos), e desde 2001 percorre o Mundo com essa mensagem de Paz, concórdia, perdão, e principalmente sobre a importância da necessidade da prática do Yoga.


INFLUÊNCIAS

 

Recebeu também, influência na sua Formação, entre outras, de:

      

- HH Shrí Svámin Vivekánanda Ji; Shrí Aurobindo / Má; Svámin Vishnudevánanda;

- Svámin Satyánanda; Svámin Kuvalayánanda; do Iluminado Rámakrshna, e de Shrí Iyengar Ji.

Recebeu importante influência, quando em estados de consciência expandida, do (não vivo) Trilingam Svámin, dando muito valor a essas extraordinárias revelações e iniciações.

Mais recentemente recebeu influência de Shrí Svámin Maheshánanda Ji (Keivalyadhama Yoga Institute - Lonavala), de HH Svámin Dayánanda Sarasvatí, e naturalmente de HH, o sábio Dr. Nagendra Ji (S-VYASA - Bengaluru).

  
     

YATRA / PEREGRINAÇÕES

 

 

Considera de extraordinária importância para a sua evolução Filosófica (e dos seus Shishya e dos seus Sádhaka) a Yatra a Terras Sagradas e Históricas de Bhárata, quer para fazer Pújá aos Sábios e Heróicos antepassados, que nos deixaram o Extraordinário Legado, quer para melhor sentir a Vibração desse passado Grandioso, tentando fazer um curto-circuito temporal e supra momentâneo, que o faça vivenciar esses Marcos Históricos e Civilizacionais, os maiores que a Humanidade viveu, quer para uma melhor compreensão dos Shástra.

Fez Yatra / Peregrinações a:

      

- Todas as 7 Cidades Sagradas – Sapta Puri (Varanasi / Kashi / Banares, Ayodhyá, Mathura, Haridvar, Ujjein, Dváraka e Kanchipuram);

- 9 dos 12 Sagrados Jyotir Lingam (Varanasi – Vishvanath, Somnath / Gujarat, Shrí Sheilam – Malikarjuna, Ujjein – Mahákaleshvar, Omkareshvar / Narmadá, Bhimashankar / Pune, Nageshvar, Tryambakeshvar / Nashik, e Grishneshvar / Mahárashtra / Ellora ) - Terras de Lord Shiva;

- À Civilização do Indo-Sarasvatí (Lothal, Dolavira, Rakhigarhi);

- A Káladi – local de nascimento do Ádi Shankaracharya; bem como reuniões com alguns dos Shankaracharyas;

- Mathura, Vrindávana, Govardana, e Dváraka – Terras de Lord Krshna;

- Bhopal – rshi Patañjali

- Ujjein – Matsyendra Nathá Siddha, e Gorakshanathá (e também local do primeiro Meridiano);

- Porbandhar, e Gandhinagar / Ahmedabad – Gandhi Ji;

- Sempre que possível participa nos Kumbha Mela, tendo naturalmente peregrinado a essas 4 Cidades Sagradas - Haridvar, Illahabad (Allahabad), e Ujjein, e Nashik;

- Aos principais Jantar Mantar;

- Aos Nádí / Rios, Sagrados da Índia – Gangá (e aos Prayág), Yamuná, Narmadá, Rávi;

Ao Património Histórico, e Grutas, de Bhárata (Elephanta, Sanchi, Ellora, Ajanta, Udaigiri, and Karli Caves); e aos Principais Estados da Índia e seus locais Históricos, e Sagrados.


EDIÇAO DE OBRAS LITERÁRIAS

 

Escreveu o seu 1º Livro em 1980, tendo vindo a publicá-lo pela 1ª vez em 1984 “Chakra Sútra – os 7 Chakra Principais no Yoga”, (edição bilingue, em Português e Inglês), esgotada, e 2ª Edição em 1999, Rei dos Livros, esgotada. Dedicou essa Obra a Lord Shiva e à Mahá Shakti.

Escreveu e publicou o seu 2º Livro “Sámkhya, Cosmogénese e Yoga – Para Além do Hidrogénio”, 1ª edição de 1985, também esgotada. Dedicou essa Obra a Íshvara Krshna, ao Correto Caminho, só possível de aprender dentro do Verdadeiro Discipulato, e aos ensinamentos de Lord Krshna ao Discípulo próximo Árjuna, à inerente descoberta das capacidades do Sádhaka, e à Mentalização / Criação, e Constituição do Cosmos.

           

Encontra-se a compilar uma tradução didática Samskrta / Português, do Livro “Yoga Sútra”, do Grande Mestre Patañjali, feita em colaboração com o seu Guru de Samskrta – Dr. Paresh Vagela (do Gujarat).

Colaborou com o seu Guru de Samskrta, Dr. Paresh Vagela (falecido), na tradução e revisão Filosófica, do Samskrta para Português, do Livro Vivekachudamaní, do Ádi Shankara.

Encontra-se atualmente a escrever uma grande Enciclopédia do Yoga Tradicional.


EDIÇÃO DE CD’s, K7’s, e DVD's

 

Em 1998, para comemorar os 500 anos da chegada por mar dos Portugueses à Índia,  mas principalmente, para relembrar a importância Mundial da Cultura de Bhárata, editou um CD de Kírtana / Mantra, em Samskrta, com pautas musicais (lançado na Mãe d’Água em Lisboa).

Ainda no mesmo ano lançou uma K7 didática de Ásana.

Tem em fase final de Edição 1 Cd duplo de Mantra Kírtana.

Edição de 1 DVD de demonstração de Ásana Avançado.


INSTITUIÇÕES QUE FUNDOU

 

- Fundou e Preside à Confederação Portuguesa do Yoga, a qual agrega 40 Áshrama de Norte a Sul de Portugal;

- Em 2014, Novembro, fundou a Confederação Europeia do Yoga, à qual Preside, durante o 1º Congresso Europeu do Yoga realizado na Alemanha, em Bad Meinberg;

- Em 2008 fundou a Confederação Ibérica do Yoga, à qual Preside, tendo desde 2007 organizado anualmente, em Abril / Maio, os Encontros Ibéricos do Yoga, que vão na sua 8ª Edição, tendo 7 deles sido realizados em Espanha e um em Portugal.

- A Confederação Ibérica do Yoga agrega as principais Instituições do Yoga de Portugal e Espanha, sendo a representante de Portugal, a Confederação Portuguesa do Yoga (bem como as suas Federações, Associações Regionais e Sub Regionais); e de Espanha a FEYS – Federação Espanhola de Yoga Sat Sanga (e seus associados), a Sanatana Dharma, e a ISKCON – Hare Krshna de Espanha.

- Fundou o Yoga Sámkhya Instituto, do qual é Presidente Honorário.

Todas estas Instituições são Instituições sem fins lucrativos.

Para além do trabalho na Península Ibérica, também tem percorrido toda a Europa divulgando o Yoga Tradicional de Bhárata, e da sabedoria das Grandes Linhagens do Yoga, com destaque para: França, Inglaterra, Itália, Alemanha, Bélgica, Polónia, Rússia, Grécia, Chipre, e Dinamarca. 


DEPARTAMENTOS QUE FUNDOU

 

- Em 1982 fundou o Coral Orquestra de Mantra – Omkára (inicialmente chamado Sankírtana), com o intuito de preservar a genuína Tradição Hindu, fomentou a importação de instrumentos musicais indianos, bem como a aprendizagem do seu manuseamento por Professores adequados, e o aperfeiçoamento do Samskrta/ Devanágari.

Dia Mundial do Yoga 2011

- Em 1983 fundou o Pashupati – Grupo de Demonstração do Yoga Avançado (inicialmente chamado Tándava).

- Em 1985 fundou o Grupo de Meditação Dhyána / Samádhi – Shankara;

- Em 1998, o Grupo de Teatro Amador Didático – Máyá, divulgando grandes Obras Hindus, e Mundiais.

Fundou ainda:

- Shiva Rája – Grupo de Dança Tradicional Sagrada Hindu, que se dedica apenas ao Bharat Natyam.

- Departamento Médico e de Ayurveda – constituído por Médicos, e outros Licenciados em saúde, que também são Professores do Yoga, o qual tem feito aprendizagens intensas e tem recebido formação, na Índia, no Keivalyadhama Yoga Institute, e no S-VYASA de Bengaluru.

- Departamento Científico e de Investigação;

- Departamento do Yoga para crianças – o qual absorve uma grande fatia de recursos da Confederação Portuguesa do Yoga;

- Departamento Jovem – que promove iniciativas gratuitas de grande penetração na camada jovem de todo o País, nomeadamente nos polos Universitários, e no ensino médio, de que destacamos a sua iniciativa mais relevante, “Yoga e Exames sem Stress”.

- Em 2009, lançou a Revista Om Yess (Yoga é Saúde e Samádhi), a única publicação especializada em Yoga Tradicional, em Portugal, com o intuito de divulgar esta Filosofia Prática de Vida, profunda e sistematicamente, visando corresponder aos anseios dos especialistas em Yoga, mas também chegar a um público generalista, que pouco ou nada conheça do Yoga.

         

- Departamento do Yoga para Seniores;

- Departamento do Yoga para Desportistas;

- Departamento do Yoga para Invisuais – com atividades gratuitas;

- Departamento do Yoga para as Forças Armadas e de Segurança;

- Departamento de Astronomia e Astrofísica – onde incentiva o estudo do Grande Cosmos (Macro Cosmos), e das micropartículas que o constituem, e da sua Energia Criadora (o poder da Máya), no âmbito da compreensão do Sámkhya, do Purusha, e do OM Criador e sustentador, da Múla Prakrti, da Mahá singularidade Universal, da Mahá Shakti, e dos 24 Tattva.

- Departamento de Solidariedade Social – onde revela as suas mais marcadas facetas de aplicação dos Yama e Niyama. É também este Departamento que promove as doações para grandes Instituições da Índia e Internacionais, com obra social notória e reconhecida.


ENSINO DO YOGA TRADICIONAL

Ensina Yoga Tradicional da Sagrada Mãe Pátria, a Grande Bhárata, a Índia, à qual chama  “O Grande Reservatório de Sabedoria e de Espiritualidade da Humanidade”.

Aprendeu com o seu Guru ji a máxima de “nunca deturpar o verdadeiro Yoga da Índia”, de “não lhe acrescentar nada”, e de “estudar constantemente os Shástra (Shruti e Smrti)”; mas principalmente de “pôr constantemente em prática, pois só a prática, ao serviço da Sabedoria, enobrece e Ilumina o Ser Humano”.

Os seus Sat Sanga / Sat Chakra à sua turma Shiva Chakra - composta por Mestres, Professores adiantados, e Diretores responsáveis pelos Áshrama, são uma exigentíssima atividade sua.

Ensina Yoga Sámkhya (Bhakti-Shakti) com todas as 14 Disciplinas Técnicas do Yoga, e todas as Técnicas dentro de cada Disciplina (incluindo as Técnicas Iniciáticas – aos seus Sádhaka mais avançados); organizando as Disciplinas Técnicas no Mahá Sádhaná, como se mostra:

 

      

1 – Pújá – Retribuição energética;

2 – Mantra - Domínio dos sons, da vibração e da Harmonia / Kírtana – Sons extroversores;

3 – Nyása - Toque Energético e Projeção Psíquica;

4 - Yantra – Símbolos concentradores de efeito psicossomático;

5 – Kriyá - Tonificação e limpeza orgânica;

6 – Ásana – Posições psicobiofísicas;

7 – Yoganidrá - Técnicas do relaxamento físico, emocional e mental;

8 – Pránáyáma – Exercícios respiratórios de influência energética e neuro-vegetativa;

9 – Bandha – Dinamizações musculares e neuro-endócrinas;

10 – Jápa Tala - Sons cadenciados concentradores;

11 – Mudrá - Gestos reflexológicos e energéticos feitos com as mãos;

12 – Dhyána / Samádhi - Meditação / Iluminação, pelo controlo da frequência das ondas mentais;

13 – Jápa Shesha - Sons contínuos Elevadores;

14 – Mánasika - Mentalização, fortalecimento da vontade, e projeção da consciência.

As aulas do Yoga Sámkhya, que ministra aos Professores adiantados que formou, com as 14 Disciplinas Técnicas em 14 Anga (partes), têm a duração de cerca de 4 horas; por vezes em alternativa a estas aulas, é dado ao longo de todo um dia (desde a madrugada até à noite) o Súrya Mahá Sádhaná, sendo neste caso, os mesmos 14 Anga, repartidos pelas 4 partes do dia: madrugada, manhã, tarde e final do dia.

Para além do Mahá Sádhaná ensina também Sádhaná mais avançados como sejam o Chakra Mahá Sádhaná, dirigido aos 7 Chakra principais e ao Pránuthama (e elevação da Kundaliní), e ainda outros tipos de Sádhaná iniciáticos.

Estimula também o ensino de um modelo reduzido do Mahá Sádhaná, o Rája Sádhaná, para os Shishya (iniciantes).

Ao longo das suas Viagens Filosóficas e Diplomáticas tem ministrado o Mahá Sádhaná por todo o Mundo.

 

FORMAÇÃO

 

Ministra Cursos superiores do Yoga, considerados os mais extensos e completos do mundo, onde forma Professores do Yoga com Excelência Mundial, no qual usa todas as 14 disciplinas técnicas do Yoga e as 6 complementares (num total de 20), bem como  o estudo e aprofundamento dos Shástra.

Assim forma:

      

- Instrutores (avançados) do Yoga em 6 anos, com 6.500h de Formação;

- Professores (avançados) do Yoga – em mais 4 anos (num total de 6+4 = 10 anos de Formação), tendo esses 4 anos 6.000h de formação;

- E prepara Mestres do Yoga – em mais 4 anos de Formação (num total de 14 anos 6+4+4), tendo estes últimos 4 anos 9.500h de Formação.

Devido à integração da Confederação Portuguesa do Yoga em Instituições Internacionais de Supervisão Mundial do Yoga, está a preparar um novo patamar de Formação de nível básico:

    

- Monitor (/Professor) do Yoga - 3 anos com 2.400h de Formação.

Nos seus Cursos, os Exames e Avaliações anuais, teóricas, práticas, e de análise comportamental Filosófica, pautam-se pelos mais altos padrões de qualidade, e nível de exigência.

Formou largas dezenas de Professores do Yoga credenciados ao longo da sua vida

       

- Na Formação, todas as Disciplinas Técnicas são dadas com explicações de anatomia e fisiologia e respetivos efeitos psíquicos sobre os praticantes, respeitando naturalmente todos os ensinamentos Clássicos.

Ásana - Ensina 90 Ásana com respetivas variantes, nas quais se inclui os níveis de dificuldade Sukha, Ardha, Rája e Mahá, classificando-os num 1º critério quanto à ação da gravidade em Ásana: de pé, semi-erguido, sentado, deitado e invertido; e num 2º critério, quanto ao equilíbrio e movimentação vertebral, e ação muscular, em Ásana: de equilíbrio, flexão lateral, rotação, pélvico de frente, e pélvico lateral, muscular de abdómen e pernas, muscular de braços, anteflexão e retroflexão; cruzando estes dois critérios.

Pránáyáma - Ensina 40 tipos de Pránáyáma, 24 ritmos; e 5 sub-prána;

Kriyá - Ensina 16 tipos de Kriyá (incluindo os Shat Karma), destacando 27 tipos de Trátaka em 2 grupos;

Bandha - Ensina 12 Bandha;

Mudrá – Ensina 60 Mudrá e suas variantes;

Mantra / Kírtana – ensina 60 Kírtana, mais 17 Mantra Clássicos – sempre acompanhados de instrumentos tradicionais genuínos da Índia, além dos Jápa sob as suas várias formas;

Pújá – Ensina 17 Uppachara Clássicos;

Yantra – Ensina os pequenos Yantra e os Mahá Yantra, e a ligação do micro Cosmos e do Macro Cosmos (também de acordo com os princípios dos Jantar Mantar);

Yoganidrá – Ensina a utilização de 6 fases em todo o processo do relaxamento; e inclui 150 pontos de indução, divididos em 9 zonas do corpo; e também 77 “objetivos” para o Yoganidrá, divididos em 10 macro grupos;

Samyama - Dháraná / Dhyána / Samádhi – ensina as técnicas de Meditação agrupadas em 6 Níveis, desde o 6º nível mais denso até ao 1º mais subtil;

Mánasika – dividido em 5 estratos, desde o mais básico, a utilizar pelos mais novos praticantes, até aos mais fortes, para os adiantados;

Niyása – dividido em 2 níveis – o mais denso e o mais subtil.

Ensina igualmente os Yama e Niyama, realçando sempre: Ahimsá, Shaucha, Svadhyáya e Íshvara Pranidhána, e a importância do constante Serviço aos outros, e de dedicarmos a nossa vida a uma Nobre Causa Universal; destaca e aprofunda também os Shástra, o Sámkhya, o Samskrta / Devanágari, a correta Alimentação vegetariana e biológica, e o estudo dos 7 Chakra principais (e dos principais Chakra secundários).

Destaca e insiste sempre na importância do Pújá e do Mánasika na evolução do Discípulo, dando grande importância ao Pránáyáma, e a Dháraná / Dhyána / Samádhi.


ORGANIZAÇÃO DE CONGRESSOS E ENCONTROS NACIONAIS,
IBÉRICOS E INTERNACIONAIS
DO YOGA

 

Organizou 5 Congressos Portugueses do Yoga, sendo o primeiro em Oeiras (cidade próxima de Lisboa), em 1988;

Após estes 5 Congressos começou a organizar os Encontros Nacionais do Yoga, os quais têm igualmente uma periodicidade anual, sendo realizados em finais de Abril de cada ano, até 2006, e a partir de 2007 (ano do 1ª Encontro Ibérico) passaram para meados de Novembro.

 

Organizou o 1º Congresso Europeu do Yoga, em 2014, Novembro, na Alemanha,  Bad Meinberg, nas instalações do Yoga Vidyá, presidido pelo Mestre Sukadev Bretz.

Organiza anualmente os Encontros Ibéricos para Professores do Yoga:  

      

- Em 2007, em La Manga del Mar Menor – Espanha;

- 2008, em Santiago de Compostela – Espanha;

- 2009, Murcia / Almunhecar – Espanha;

- 2010, Tavira, Algarve – Portugal;

- 2011, Córdoba – Espanha;

- 2012, Alta Mira / Santillana del Mar – Espanha;

- 2013, Madrid / Guadalajara / Brihuega – Espanha, este Encontro em conjunto com a ISKCON / Hare Krshna, Madrid.

   

Organizou os seguintes 5 Encontros Internacionais do Yoga:

   

- 2003 - Cabo Verde;

- 2006 - Ilha da Madeira / Porto Santo;

- 2008 - Peru - Machu Picchu /Lago Titicaca/Nasca;

- 2010 - Egipto - Cairo / Abu Simbel / Tel-Al-Amarna / Luxor;

- 2011 - UK - Londres / Stonhenge / Edinburgo / Loch Ness.

   

INTERNATIONAL
DAY OF YOGA - IDY:
SEUS FUNDAMENTOS E COMEMORAÇÕES

Fruto da constante Luz, que se consubstancia em condução, de Lord Shiva, seu Mestre, e da Mahá Shakti, lançou em 2001 um apelo a nível Mundial para que fosse criado o 1º Dia Global da Humanidade, onde todos praticassem Yoga – a que chamou International Day of Yoga – IDY / Dia Internacional do Yoga, Junho, 21, no Dia da Luz de Súrya e do Purusha, o maior dia do Ano no Hemisfério Norte (onde está situada a maior fonte de Sabedoria da Humanidade).

O Solstício de Junho, 21 – Dia da Luz e da Sabedoria que ao Ser Humano deve presidir, também o Dia de Ahimsá, a porta de entrada no Yoga, um dia em que por 24 horas não se derrame sangue, sob nenhuma forma, onde se respeite a sagrada Vida que nos foi dada (e que não sabemos criar), e que portamos preciosamente no Vaso que é o nosso corpo; é também o Dia do topo do Yoga, o Samádhi e da consequente Libertação.

Os Fundamentos do Dia Internacional do Yoga são baseados no facto de que a prática do Yoga pode salvar a Humanidade trazendo a Aurora de Luz da Satya Yuga esta Kali Yuga / Idade da Treva, formando Núcleos de praticantes do Yoga à Luz do Yoga Tradicional de Bhárata / Índia, que se expandem e levam o Yoga aos Currículos de Toda as Escolas, de todos os Países, em todos os Continentes.


COMEMORAÇÕES
DO DIA INTERNACIONAL DO YOGA – IDY, JUNHO, 21, NO SOLSTÍCIO

 

Organização das Comemorações do Dia Internacional do Yoga:

      

- Organizou a 1ª celebração do Dia Internacional do Yoga em 2002, em Setúbal, Portugal, onde 650 Professores do Yoga e praticantes se juntaram para praticar Yoga;

- Em 2003, a 2ª celebração foi em Lisboa, Capital de Portugal, contando com cerca de 850 praticantes; em 2004 as comemorações foram na Cidade do Porto (Capital do Norte de Portugal), com cerca de 900 participantes; em 2005 as Celebrações foram em Lisboa, onde já cerca de 1000 Professores do Yoga, praticantes adultos, e crianças, puderam participar nesta Iniciativa; de 2006 em diante as Celebrações anuais continuaram a ser igualmente participadas.

- Anualmente organiza esta Comemoração, nos anos ímpares em Lisboa, e nos anos pares noutras cidades do País (tais como, além de Setúbal, Porto, Faro, Beja, Almada, Maia).

Congrega nessas Comemorações, além dos Grandes Guru da Índia (e do Mundo), os grandes Lideres Religiosos das 10 principais Religiões do Mundo: Hindus, Católicos – (Roma), Protestantes, Budistas, Muçulmanos, Judeus, Sikhs, Jains, Sufis, e Fé Bahái, que discursam em conjunto, e abençoam este Dia Internacional do Yoga, mostrando a possibilidade das suas Fés e adeptos coexistirem pacificamente, em direção ao Princípio Criador Comum.

Acrescentou, devido à crescente popularidade e participação deste Dia Internacional, o Dia do Darshana, que é realizado na véspera do Dia Internacional do Yoga, onde os Mestres (e cientistas) da Índia e de todo o Mundo, ensinam sobre o Conhecimento dos Darshana e dos Shástra, bem como sobre as mais recentes pesquisas no Yoga (e no Ayurveda).

Acrescentou ainda, a estes dois Dias, no dia seguinte ao Dia Internacional do Yoga (de forma facultativa), a Yatra / Peregrinação a Fátima (114 Km a Norte de Lisboa, 1 hora de viagem), a Terra Sagrada de Portugal, onde a Mahá Shakti ditou, a 3 inocentes meninos, ordens, profecias e inspirações, com reflexos Mundiais.


CIMEIRA DE BENGALURU EM 2011, DEZEMBRO,
4 E 5

 

Co-Organizou, como Presidente da Confederação Portuguesa do Yoga, a grande Cimeira de Bengaluru, em colaboração com Shrí Shrí Ravi Shankar, Presidente da Art of Living Foundation, na sede desta organização em Bengaluru, com o apoio e Presença das principais Linhagens da Índia e seus Grandes Mestres, a qual culminou com a célebre Proclamação de Bengaluru, declarando o Dia Internacional do Yoga,  Junho, 21, no Solstício, e também a urgência da sua oficialização nas Instâncias Internacionais.

Dessa Proclamação realça-se o propósito do Yoga ser incluído nos Currículos de Ensino e Formação das crianças e jovens de todos os países do Mundo.

As poucas linhagens do Yoga que não puderam circunstancialmente estar presente, subscreveram esta Proclamação posteriormente.

Tem granjeado, a seguir a esta Cimeira, o apoio à Proclamação de Bengaluru, sob a forma de Declarações emitidas pelos Congressos e outros Eventos em que tem participado; com destaque para: INCOFYRA, S-VYASA – Bengaluru, em 2011/Dezembro; III International Seminar em Ujjein, em 2012/Outubro; 7th International Yoga Conference – Yoga for Youth no Keivalyadhama – Lonavala, em 2012 / Dezembro; International Yoga Festival, de rshikesh, em 2013/Março; International Yoga Conference on “Yoga Nature & Holistic Living” na Eternal University – Himachal Pradesh, em 2013/Abril.

Hoje as comemorações do Dia Internacional do Yoga são uma realidade crescente na Índia e em todo o Mundo, e as mais prestigiadas Linhagens do Yoga, e Grandes Mestres da Índia e de todo o Planeta apoiam-no, e têm feito um trabalho notável nesse sentido.      Paises Apoiantes
     

TRABALHO INTERRELIGIOSO

Devido ao caráter Universalista do Yoga, tem desenvolvido um constante trabalho junto dos principais líderes das principais Religiões do Mundo, levando-os a apoiar o Dia Internacional do Yoga e a prática global do Yoga, como um grande bem para a Humanidade, baseado no grande princípio que costuma enunciar: “o verdadeiro fundamentalismo é o Respeito pela Vida” que nos foi dada pela Grande Centelha Criadora.

Esta ação Ecuménica tem tido um assinalável êxito.


TRABALHO FILOSÓFICO / DIPLOMÁTICO

 

Tem feito um extenso trabalho junto aos decisores políticos de Portugal, e da Índia, e de todo o Mundo, com destaque para a tomada de decisão, em Julho de 2013, por parte da Assembleia da República Portuguesa, de apoiar a Criação do Dia Internacional do Yoga, por unanimidade de todos os Partidos políticos.

Elaborou igualmente uma carta aberta aos Presidentes / Reis / Primeiros-ministros, dos 38 mais importantes países do Mundo (além da índia mais 37 Países), sobre a criação do 1º Dia Global / Dia Internacional do Yoga (IDY).

Tem tido reuniões com membros dos Governos estaduais sobre a criação do Dia Internacional do Yoga, nomeadamente Uttarakhand, Mahárashtra, e Karnáthaka; e também com representantes do Parlamento da. Índia e do Governo da Índia, dos quais se salienta, com o Mahá Rája da Kashmira, Dr. Karan Singh - assessor do 1 Ministro da Índia.

Trabalhou também junto da UNESCO (Paris, França), e junto das Nações Unidas, no sentido de oficializar o Dia Internacional do Yoga, o que aconteceu por Resolução da Assembleia Geral de 2014, Dezembro, 11, com o inédito número de 177 co-sponsors (em 193 Países representados), e aprovada por consenso.

Mantém ótimas relações com o Corpo Diplomático, nomeadamente com os Embaixadores da Índia em Portugal, sendo os últimos 3 Embaixadores, apoiantes da Causa do Dia Internacional do Yoga.


EVENTOS E CONFERÊNCIAS
EM QUE
PARTICIPOU

 

Tem sido convidado pelas principais Instituições da Índia para participar nos principais eventos do Yoga da índia (e de todo o Mundo), na qualidade de convidado de honra e orador; realçamos alguns dos mais importantes - S-VYASA, Keivalyadhama Yoga Institute, Shánti Kunj Áshrama, e Governo do Uttarakhand. Estas participações normalmente incluem apresentações de alguns dos Departamentos da Confederação Portuguesa do Yoga.

 

Destacamos alguns exemplos:

      

- Em 2009 foi convidado a participar no Parliament of the World's Religions, em Melbourne;

- Em 2012, Setembro, foi convidado pelo S-VYASA a participar nas comemorações do 150 anos do nascimento de HH Svámin Vivekánanda, em Palo Alto / S. Francisco / USA;

- Em Setembro de 2012, também a Convite do S-VYASA, foi convidado para em Singapura ministrar uma Palestra, uma Aula do Yoga, e Demonstrações do Yoga;

- Em 2012, Setembro, foi convidado pela Direção do Parliament of the World's Religions para discursar sobre o Dia Internacional do Yoga e a importância da Paz Mundial, pelo que, no dia 11 de Setembro, exatamente 119 anos após o célebre discurso de Shrí Svámin Vivekánanda sobre a Magnífica Cultura da Índia, o Yoga e a Paz Mundial, visitou essa mesma histórica sala, tendo um encontro com os principais lideres religiosos desse Parlamento, sobre essa matéria, e sobre a importância e alcance do Dia Internacional do Yoga.

- Em 2012, Julho, Junto ao Parlamento Europeu foi convidado para discursar sobre a influência da Cultura da Índia na Formação dos modernos ideais Europeus.

- Em 2013, Junho Foi convidado para participar nas grandes Comemorações do aniversário dos 40 anos do Shivánanda Áshrama em Madrid;

- Em 2013, Maio Foi convidado de Honra no Congresso da FEYS – Federação Espanhola de Yoga Sat Sanga, em Santander.

   

INSTITUIÇÕES DE REFERÊNCIA DE
QUE É MEMBRO
E COLABORAÇÕES INTERNACIONAIS

Em 2012, Fevereiro, 13, na qualidade de Presidente da Confederação Portuguesa do Yoga, promoveu conjuntamente com o Dr. Nagendra Ji, Presidente do S-VYASA, um Memorando de Entendimento Estratégico, de colaboração Filosófica e Institucional, em matéria do Yoga.

Desde 2012 faz parte da CYA, International (CYAI) – Council for Yoga Accreditation.

É Membro da Direção desta Instituição, a qual visa Acreditar as Instituições do Yoga Internacionais, que ensinam o Yoga Tradicional da India com altos padrões de qualidade.

Visa igualmente a Certificação dos Professores do Yoga destas Instituições.

Em Junho de 2013 foi Eleito Fellow da CYAI.